Programa de Gestão de Demandas


A Controladoria-Geral da União (CGU) instituiu o Programa de Gestão de Demandas (PGD), em caráter piloto, por meio da Portaria n° 1.242, em 15 de maio de 2015. A iniciativa considerou os avanços tecnológicos e a busca de se aperfeiçoar os princípios da Administração Pública, como a eficiência, aliada ao aprimoramento da gestão de pessoas e da melhoria do clima organizacional e da qualidade de vida dos servidores.

Sob supervisão da Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Diplad), após a experiência-piloto de cinco trimestres, o Programa de Gestão de Demandas foi efetivado por meio da Portaria nº 1.730, de 27 de setembro de 2016. A iniciativa é uma espécie de teletrabalho pontual, por tarefa determinada, com prazo certo e nível de complexidade pré-definido. Após a execução, os trabalhos produzidos são avaliados quanto ao prazo de entrega e ao nível de qualidade. 

As secretarias do órgão empreenderam esforços em definir e mensurar as atividades passíveis de execução no Programa, produzindo uma lista com uma gama de atividades que podem ser desempenhadas em ambiente externo à CGU. A lista é atualizada regularmente, refletindo a realidade dos trabalhos desenvolvidos. 

Em 2018, novas diretrizes foram definidas por meio do projeto de evolução do programa. Essas diretrizes estão publicadas na Portaria nº 747, de 16 de março de 2018. As melhorias implementadas por meio da nova Portaria, a implantação de um sistema para gestão do programa, a constante atualização da tabela de atividades e a política institucional de estimular a utilização do PGD impulsionaram a utilização do Programa. 

Enquanto no 1º trimestre após a oficialização do Programa pela Portaria 1.730/2016, aproximadamente 150 servidores participavam, no 4º trimestre de 2018, já sob a vigência da Portaria 747/2018, participação superou 1.000 servidores. Tal número corresponde a quase 50% do total de servidores da CGU.

Atualmente, a CGU vem sendo considerada case de sucesso em implantação de Programa de Gestão na Administração Pública devido aos resultados que vem obtendo. Por esse motivo, sempre que solicitado, a CGU apresenta o seu Programa de Gestão de Demandas a diversos órgãos, como CNPq, Antaq, MPDG, MMA, Ibama, ANAC, DNIT, Sudeco, MinC, Ministério dos Transportes, FNDE, Ipea. 

Confira: Dados Abertos do Programa de Gestão de Demandas

Veja Mais

Legislação-do-PGD.png

plano-de-trabalho.png

relatorios-e-estudos.png